Imprimir

Campus impulsiona carreira acadêmica, conheça nossas egressas

Campus impulsiona carreira acadêmica, conheça nossas egressas

O ano letivo já começou! Esse é o momento ideal para nossos alunos compreenderem todas as possibilidades que o ensino gratuito de qualidade oferecido pelo IF pode proporcionar. Pensando nisso, vamos contar a história de duas egressas do Campus que hoje contam com grandes conquistas no meio acadêmico. Queremos inspirar nossos alunos, que hoje contam com as mesmas oportunidades que elas contaram, para que tenham uma trajetória perseverante rumo aos seus objetivos.

Tatiane Geralda André atualmente tem 28 anos, mas sua trajetória começou com a abertura do Campus de São João del-Rei do IF Sudeste MG. Hoje, ingressando em um mestrado no México, conta que sempre se interessou pela área da saúde, o que a levou a prestar vestibular para o curso técnico de Enfermagem oferecido pelo Campus. “Foi uma experiência maravilhosa, no curso técnico pude me encontrar enquanto profissional e ter certeza que seria a área que eu gostaria de cursar. Depois que terminei o curso técnico, decidi que iria cursar a graduação”, conta.

Em 2013 Tatiane foi aprovada para cursar Enfermagem na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, em 2016 conquistou uma bolsa que lhe deu a oportunidade de cursar um semestre de Enfermagem na Universidade do Algarve, em Portugal, e em 2018 concluiu sua graduação. Ao voltar para o Brasil decidiu que queria cursar mestrado no exterior, e agora ingressa no programa de mestrado Ciências em Enfermagem da Universidade Autônoma de Sinaloa, no México.

Já a egressa Lucimara Grando contra outro tipo de novidade. Ela foi aprovada em primeiro lugar para iniciar um mestrado na Universidade Federal de Lavras! Sua jornada no IF começou em 2014, com a graduação em Letras que acabou em 2017, mas continuou em 2018, quando fez uma pós-graduação lato sensu em Didática e Trabalho Docente.

“Resolvi participar do processo seletivo para o mestrado em letras da UFLA pois a área de pesquisa ofertada, ‘objetos culturais e produção de sentidos’, tinha muita relação com o que pesquisei durante a graduação”, explica Lucimara, que também coloca a importância da extensão, pois o projeto do qual participou, “Redação e letramento: a produção do texto como produção de sentido", foi responsável por despertar seu interesse pela área. “Uma das etapas do processo é a escrita do pré-projeto de pesquisa, e o meu tema é justamente o projeto de extensão”, aponta.

Lucimara conta que o processo de ingresso em um mestrado é uma “maratona”, e exige muita dedicação, mas frisa que uma das etapas é a avaliação curricular dos candidatos, na qual obteve pontuação máxima. “Essa excelente pontuação também se deve a pós-graduação que realizei no IF, principalmente ao incentivo dos professores do Instituto às publicações, participações nos projetos de pesquisa e extensão, assim como em diversos eventos realizados pelo Campus”, conclui.

Assim com Tatiane e Lucimara, outros egressos do Campus também estão seguindo carreira acadêmica. O Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Infomarção possuí atualmente cinco alunos desenvolvendo mestrado: Leonardo Bernades (Mestrando da UFLA), Bruno Palhares (Mestrando da UFSJ), Igor Moraes Campos (Mestrando da UFSJ), Ricardo Torga (Mestrando da UFSJ) e Gustavo Martins (Mestrando da UFSJ).

A professora Janaína Rufino, diretora de extensão, pesquisa e pós-graduação acredita que o êxito desses alunos  é, em sua perspectiva, o resultado de dois elementos: sobretudo, a dedicação empregada pelos alunos em seus estudos, e “a possibilidade de uma experiência de educação fundada na indissociabilidade no processo de formação proposto em nossos cursos (ensino, pesquisa e extensão)”, explicita.